Lizzie Velásquez, a mulher mais indulGENTE do Mundo!

Lizzie Velásquez, a mulher mais indulGENTE do Mundo!

Olá, Amigos!

Que alegria poder compartilhar histórias como esta!

Vocês conhecem a americana Lizzie Velásquez?

Lizzie, em um de seus momentos de ócio, assistia a vídeos no Youtube, quando, de repente, encontrou um com o título “A mulher mais feia do mundo”. Esse cruel vídeo trazia a própria Lizzie como protagonista.

Ela, meus Amigos, sofre de uma síndrome raríssima. Mas não vim trazer a história da Lizzie para vocês, no entanto, pesquisem sobre ela, pois vale a pena!

Vim trazer a resposta que ela deu à pessoa que, com tamanha crueldade, postou tal vídeo.

Um ano atrás, o YAHOO! publicou uma matéria contendo essa resposta. Seguem alguns trechos:

Muitas pessoas têm me feito a mesma pergunta muitas vezes: Se você tivesse a oportunidade de conhecer a pessoa que postou aquele triste vídeo sobre você, o que você lhe diria? Minhas respostas poderiam variar entre querer gritar “POR QUE EU?!”, até chegar a dizer que eu lhe daria um grande abraço e lhe agradeceria por ter se tornado uma das maiores bênçãos em minha vida. (…) Eu não sei o que o motivou a postar um vídeo meu, aos 13 anos de idade, muito menos a razão que levou você a dar-lhe um título tão forte. (…) Só queria desesperadamente uma única coisa na vida: ser aceita. (…) Eu gostaria que você soubesse que eu perdoei você e todas as pessoas que sugeriram que eu me suicidasse. (…) Com a ajuda da minha fé, da minha família e dos meus amigos, fui capaz de deixar de me sentir totalmente estranha, para de alguma maneira, poder transformar o nosso primeiro encontro em algo que possa ajudar a dar esperança a qualquer pessoa que tenha sido vítima de “bullying” na Internet. (…) Eu percebi que o vídeo que você postou era o combustível que alimentaria a minha força. Seu vídeo me levou para o fundo do poço, mas com o tempo, ele me tornou muito mais forte do que eu jamais poderia ter imaginado. Suas ações me guiaram em meu processo de aprender a levantar e dar a volta por cima, vez após vez. (…) Você é o responsável por iniciar essa mudança em minha vida. Eu acho que é verdade quando as pessoas dizem que todos nós temos um líder interior. Por mais absurdas que minhas palavras pareçam, muito obrigada por ser o líder que eu não sabia que eu tanto necessitava.

Parabéns, Lizzie, por possuir o dom do perdão!

Parabéns, Lizzie, por ser mais GENTE do que muita gente!

Parabéns, Lizzie, por ser a mulher mais indulGENTE do Mundo!


INDULGENTE – VOCABULÁRIO

Segundo o dicionário Michaelis:

1- Que revela indulgência.

2- Que tem disposição para desculpar ou perdoar.

3- Clemente.

4- Tolerante.

5- Que perdoa.


PERDOAR – REGÊNCIA VERBAL

O verbo PERDOAR, quanto à regência verbal, admite as seguintes construções:

1- TRANSITIVO DIRETO – Sem preposição – quando o complemento for COISA.

Ex.: Lizzie perdoou tamanha crueldade.

2- TRANSITIVO INDIRETO – Regido pela preposição “A” – quando o complemento for PESSOA.

Ex.: Lizzie perdoou a ele. / Lizzie perdoou-lhe.

No trecho “Eu gostaria que você soubesse que eu perdoei você e todas as pessoas que sugeriram que eu me suicidasse”, não foi observada, no momento da tradução, a correta regência do verbo PERDOAR.

3- BITRANSITIVO – quando apresentar os dois complementos simultaneamente.

Ex.: Lizzie perdoou a ele tamanha crueldade. / Lizzie perdoou-lhe tamanha crueldade.

4- INTRANSITIVO – a depender do contexto.

Ex.: Lizzie simplesmente perdoou.

Obs.: Os verbos AGRADECER e PAGAR admitem as mesmas construções.

Exs.:

1- Ele agradeceu o carinho.

2- Ele agradeceu aos amigos. / Ele agradeceu-lhes.

3- Ele agradeceu o carinho aos amigos. / Ele agradeceu-lhes o carinho.

4- Ele agradeceu publicamente.

1- Ele pagou a dívida.

2- Ele pagou ao amigo. / Ele pagou-lhe.

3- Ele pagou a dívida ao amigo. / Ele pagou-lhe a dívida.

4- Ele pagou rapidamente.


JÁ CAIU EM PROVA!


1- IBFC/2013 – PC/RJ – Oficial de Cartório

Em “perdoar o ódio que nos cerca”, a regência do verbo “perdoar” está sendo empregada corretamente. Assinale a opção que apresenta um erro quanto à regência desse mesmo verbo.

a) O pai perdoou o delito da filha.

b) Não perdoaram aos meninos infratores.

c) Perdoem os desvios gramaticais dos artistas.

d) Perdoei à minha melhor amiga pela mentira.

e) Não é comum perdoarem aos desvios de conduta.

Diante de questões que envolvam a regência dos verbos AGRADECER, PAGAR e PERDOAR, devemos identificar se o complemento é COISA ou PESSOA.

a) CERTA – O pai perdoou o delito da filha. Complemento: COISA – Transitivo direto.

b) CERTA – Não perdoaram aos meninos infratores. Complemento: PESSOA – Transitivo indireto.

c) CERTA – Perdoem os desvios gramaticais dos artistas. Complemento: COISA – Transitivo direto.

d) CERTA – Perdoei à minha melhor amiga pela mentira. Complemento: PESSOA – Transitivo indireto.

e) ERRADA – Não é comum perdoarem aos desvios de conduta. Complemento: COISA – Transitivo direto. Corrigindo: “os desvios de conduta”.

RESPOSTA: ( E )


2- NCE-UFRJ/2007 – MPE/RJ – Analista Processual (Adaptada)

Substituindo pagar as próprias contas por pagar-lhes, a expressão permanece no padrão prestigiado de linguagem.

CERTO (  ) ERRADO (  )

Complemento: COISA – Transitivo direto. Corrigindo: “pagá-las”.

RESPOSTA: O item está ERRADO, pois a expressão não permanece no padrão prestigiado de linguagem.


3- Acesso Público/2015 – CPII – Técnico em Assuntos Educacionais (Adaptada)

Em “cliente, queremos agradecê-lo por fazer parte da nossa história", há um desvio de regência.

CERTO (  ) ERRADO (  )

Complemento: PESSOA – Transitivo indireto. Corrigindo: “agradecer-lhe”.

RESPOSTA: O item está CERTO, pois há um desvio de regência.


4- CESGRANRIO/2012 – Transpetro – Técnico de Administração e Controle Júnior (Adaptada)

Em “o patrão deixou de pagar o empregado na sexta-feira”, contém desvio em termos de regência.

CERTO (  ) ERRADO (   )

Complemento: PESSOA – Transitivo indireto. Corrigindo: “pagar ao empregado”.

RESPOSTA: O item está CERTO, pois contém desvio em termos de regência.


5- FGV/2011 – TRE/PA – Analista Judiciário (Adaptada)

Em “as empresas pagaram aos funcionários na data correta”, NÃO foi empregada a regência do verbo em completo acordo com a norma culta.

CERTO (  ) ERRADO (  )

Complemento: PESSOA – Transitivo indireto.

RESPOSTA: O item está ERRADO, pois foi empregada a regência do verbo em completo acordo com a norma culta.


Por hoje é só, meus Amigos!

Bons estudos!

Até breve!

Abraços!

Elias Junior

jlmeliasjunior@gmail.com

facebook.com/jlmeliasjunior