A PEC 241 vai acarretar em… NADA!

A PEC 241 vai acarretar em… NADA!

Olá, Amigos!

Estão todos bem? Espero que sim!

É sempre uma imensa alegria escrever para vocês!

Pesquisando sobre a famigerada PEC 241 (atual PEC 55), encontrei, no portal G1, uma notícia que tratava sobre a audiência pública “PEC 241: impactos para a garantia de direitos sociais”, realizada no dia 17/11/2016 pela Defensoria Pública da União no Ceará (DPU-CE).

Segue um trecho da notícia:

Para a DPU-CE, ao instituir um teto para o gasto público federal, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016, agora em tramitação no Senado como PEC 55, poderá “acarretar em inúmeros retrocessos na garantia de direitos sociais, especialmente nas áreas de Educação, Saúde e Seguridade Social”. Diante disso, a Defensoria pretende ampliar o acesso da população às informações sobre o tema, bem como discutir, de forma participativa, possíveis ações em defesa de direitos. 

Notícia completa em: http://g1.globo.com/ceara/noticia/2016/11/pec-241-e-tema-de-audiencia-publica-na-dpu-ce.html

Meus Amigos, analisando tudo o que já foi falado sobre a PEC 241, posso lhes assegurar o seguinte:

A PEC 241 vai acarretar em… NADA!

Querem saber por quê?


ACARRETAR

No sentido de trazer como consequência / implicar, ACARRETAR poderá ser:

TRANSITIVO DIRETO (sem preposição)

ACARRETAR ALGO

Ex.: A PEC 241 poderá acarretar retrocessos.

OBJETO DIRETO: retrocessos.


BITRANSITIVO – TRANSITIVO DIRETO E INDIRETO (preposição “A”)

ACARRETAR ALGO A ALGUÉM

Ex.: A PEC 241 poderá acarretar retrocessos ao povo brasileiro.

OBJETO DIRETO: retrocessos.

OBJETO INDIRETO: ao povo brasileiro.


ATENÇÃO!

ACARRETAR também é sinônimo de LEVAR. Muito cuidado, pois esses verbos possuem regências opostas.

LEVAR ALGUÉM A ALGO (ALGUM LUGAR)

Ex.: A PEC 241 poderá levar o povo brasileiro a retrocessos.

OBJETO DIRETO: o povo brasileiro.

OBJETO INDIRETO: a retrocessos.


Entenderam por que a PEC 241 vai acarretar em nada? Foi só uma maneira de dizer que o verbo “acarretar” não admite o emprego da preposição “em”.

No texto, o trecho “acarretar em inúmeros retrocessos” apresenta erro quanto à regência verbal. Corrigindo: “acarretar inúmeros retrocessos”.

A PEC 241 vai acarretar em alguma coisa. (CONSTRUÇÃO ERRADA)

A PEC 241 vai acarretar alguma coisa. (CONSTRUÇÃO CERTA – sem a preposição “em”)

Meus Amigos, brincadeiras à parte, a PEC 241 vai, certamente, acarretar muitas mudanças.


JÁ CAIU EM PROVA!


1- FCC/2012 – TRF/4ª Região – Analista Judiciário (Adaptada)

Em “a evolução de organismos complexos leva à inteligência”, mantendo-se a correção, sem que qualquer outra alteração seja feita na frase, o verbo grifado pode ser substituído por “acarreta”. 

CERTO (  ) ERRADO (  )


2- FCC/2013 – MPE/CE – Técnico Ministerial (Adaptada)

Em “um processo que levará à destruição incondicional tanto do clã como do reino”, sem considerar qualquer outra alteração na frase, o emprego do sinal indicativo de crase deverá ser mantido caso o verbo grifado seja substituído por “acarretará”.

CERTO (  ) ERRADO (  )


3- IBFC/2013 – SEPLAG/MG – Direito (Adaptada)

Em “sua decisão implicará grandes perdas”, o verbo “implicar” foi empregado com o sentido de “acarretar”.

CERTO (  ) ERRADO (  )


4- FCC/2013 – SERGAS – Nível Médio (Adaptada)

Na frase “cada eclipse acarreta despesas suplementares”, a substituição do elemento grifado pelo pronome “as” seria realizada de modo INCORRETO (cada eclipse as acarreta).

CERTO (  ) ERRADO (  )


5- CESPE/2015 – TRE/RS – Técnico Judiciário (Adaptada)

Em “é possível esperar que as distintas formas de representação adotadas para a Câmara e o Senado resultem em diferentes cenários políticos”, mantêm-se a correção gramatical e a coerência ao se substituir o termo destacado por “acarretem”. 

CERTO (  ) ERRADO (  )


COMENTÁRIOS


1- O item está ERRADO.

Os verbos “levar” e “acarretar” possuem regências opostas. Se o termo “leva” fosse substituído por “acarreta”, o objeto indireto “à inteligência” passaria a ser objeto direto (a inteligência), alterando a frase.


2- O item está ERRADO.

Os verbos “levar” e “acarretar” possuem regências opostas. Se o termo “levará” fosse substituído por “acarretará”, o objeto indireto “à destruição incondicional” passaria a ser objeto direto. Sem a preposição “a”, o sinal indicativo de crase NÃO seria mantido (a destruição incondicional).


3- O item está CERTO.

De acordo com o contexto, o verbo “implicar” foi empregado com o sentido de “acarretar”.

Ler artigo “Direito Administrativo implica o quê?”.


4- O item está ERRADO.

Por ser objeto direto, a substituição do elemento “despesas suplementares” pelo pronome “as” seria realizada de modo CORRETO.


5- O item está ERRADO.

Não se mantêm a correção gramatical e a coerência ao se substituir o termo “resultem” por “acarretem”, pois o verbo “acarretar”, no sentido de trazer como consequência (resultar em), é transitivo direto, não admitindo o emprego da preposição “em”.


Por hoje é só, meus Amigos!

Bons estudos!

Até breve!

Abraços!

Elias Junior

jlmeliasjunior@gmail.com

facebook.com/jlmeliasjunior