Ah, gente, vamos!

Ah, gente, vamos!

Olá, Amigos!

Estão todos bem? Espero que sim!

É sempre uma imensa satisfação estar aqui!

Hoje trago uma frase que, apesar de estar associada ao professor Pasquale Cipro Neto, desconheço a autoria.

“Sempre que me dizem a gente vamos, penso seriamente em desistir de ir seja aonde for.”

Realmente seria mais fácil…

Ainda bem que existe o Olá Amigos! Aqui, a gente não desiste de ir com vocês. Seja aonde for! 

Sempre que bater aquele desânimo, meus Amigos, escutem a nossa voz dizendo:

Ah, gente, vamos!

O uso de “a gente vamos” não representa uma concordância ideológica, mas um solecismo.

O artigo “Hipérbato e Silepse” traz esclarecimentos sobre concordância ideológica.


SOLECISMO

Solecismo é um vício de linguagem no qual se observa desvio de sintaxe (concordância, regência e colocação pronominal).

No caso que trouxemos hoje, “a gente vamos” constitui erro de concordância verbal.

Apesar de informal, “a gente vai” não apresenta erro, entretanto, em se tratando de língua culta, o ideal é que se utilize “nós vamos”.

Há inúmeras questões envolvendo o solecismo “a gente vamos”. Como questões desse tipo se repetem, segue apenas uma.


JÁ CAIU EM PROVA!


TJ-SC/2010 – TJ/SC – Técnico Judiciário (Adaptada)

A frase “Por que fosses dizer que a gente não vamos sair?” NÃO apresenta solecismo. 

CERTO (  ) ERRADO (  )


COMENTÁRIOS

O item está ERRADO, pois apresenta o solecismo “a gente não vamos”. Corrigindo: “nós não vamos” / “a gente não vai”.

Quanto à correlação verbal (fosses / vamos), também se percebe inadequação, mas isso é assunto para outro artigo.


Por hoje é só, meus Amigos!

Bons estudos!

Até breve!

Abraços! 

Elias Junior

jlmeliasjunior@gmail.com

facebook.com/jlmeliasjunior