Muda ou Permanece?

Muda ou Permanece?

Olá, Amigos!

Tudo bem com vocês?

É sempre uma grande alegria escrever-lhes!

Venho trocar duas palavrinhas sobre algo que considero da maior relevância.

Suponhamos que um concurseiro tenha comprado, lá no início do ano de 2013, um livro de Direito Constitucional para concursos. O melhor livro do mercado, na época. O mais badalado. O mais comentado e elogiado pelos alunos. Mas atente para o fato: o ano era o de 2013. 

Suponhamos ainda que (fato sem precedentes na história da humanidade) aquele aluno acabou guardando o livro na estante, em meio a outros tantos, e se "esqueceu" de abri-lo e de estudar por ele... 

Quando foi agora, outubro de 2016, eis que nosso amigo reencontrou o tal maravilhoso livro de Direito Constitucional na sua casa! 

A pergunta que lhes faço é: "ainda cabe estudar por este material?"

Alguém menos cuidadoso poderia até responder que sim... "Vai aproveitar muita coisa ainda..."

Para mim, a resposta é claramente um "não"! Querem ver? Do início de 2013, quando o livro foi comprado, até o dia de hoje,  22 emendas constitucionais foram publicadas! E se considerarmos que a obra tenha sido escrita antes de dezembro de 2012, o que é altamente provável, aquele número sobe para 23.

Ou seja, o texto base que rege toda a disciplina do Direito Constitucional foi reformado vinte e tantas vezes, e isto sem considerar as mudanças de entendimento dos tribunais - a famosa jurisprudência - tão constantemente cobrada nas provas de concurso!

Conclusão: não exprime confiança nenhuma estudar Direito Constitucional por um material de 3 anos atrás.

Obviamente que o mesmo se aplica a outros ramos do Direito, os quais também são objeto constante de atualizações legislativas e jurisprudenciais!

"E quanto à Matemática Financeira, à Estatística e ao Raciocínio Lógico, professor?"

Aí a coisa muda totalmente de figura! 

Vou ilustrar a minha tese tomando como exemplo apenas a Matemática Financeira, Ok?

Alguém que comece hoje a assistir ao meu Curso Básico de Matemática Financeira vai aprender, já nas primeiras aulas, tudo o é preciso saber a respeito do assunto Juros Simples: o que ele significa, como reconhecê-lo na leitura do enunciado, quais são os seus elementos, como identificar o "regime" da operação de juros, quais as fórmulas a ser empregadas, qual é a exigência das fórmulas,  como alterar a unidade da taxa (o conceito de taxa proporcional e como ela funciona), o que são juros exatos, como fazer a contagem dos dias através dos meses, como identificar uma operação de juros embutida numa compra a prazo com pagamento de entrada, como encontrar o montante quando existem vários capitais aplicados ao mesmo tempo a juros simples...

Em uma palavra: TUDO

E este "tudo" referente aos Juros Simples, meus amigos, é exatamente o mesmo de sempre!  Ele não sofre atualizações jurídicas! Ele não desatualiza! Ele não muda! 

Vale rigorosamente a mesma observação para o Desconto Simples, para a Equivalência Simples de Capitais, para os Juros Compostos, para o Desconto Composto, para a Equivalência Composta, para as Rendas Certas, para os Sistemas de Amortização, etc.

Se vocês aprenderem comigo estas lições, elas lhes servirão para o resto da vida! Enquanto vocês forem concurseiros, e estiverem enfrentando provas de Matemática Financeira, vão se utilizar daqueles conhecimentos do Curso Básico que eu ministrei!

Existe ainda uma outra verdade que precisa ser revelada: a criatividade das bancas sempre existiu ao longo dos tempos! 

"Como assim, professor?"

O que quero dizer é que, em se tratando das disciplinas exatas, nós vamos encontrar questões belíssimas, extremamente rebuscadas, em provas de 5, 10, 15 ou 20 anos atrás! Ou até mais que isso! Estou falando de questões cujo nível de dificuldade não se repetiu em todos os anos seguintes, até o dia de hoje!

É o que eu chamo de "questões clássicas"! Elas não se perdem com o tempo! Muito pelo contrário: continuam atuais, continuam nos ensinando muitíssimo e nos trazendo as melhores lições!

Querem um exemplo? Vejam esta questão de Matemática Financeira, cobrada anos atrás, numa prova da ESAF:

"(ESAF) Para refinanciar uma dívida de $ 1.500.000 em 36 dias, o devedor paga $ 148.000 e é emitido um novo título no valor de $1.400.000 para o prazo de 90 dias. De quanto foi a taxa anual de desconto comercial adotada? Observação 1) Considere a data de referência o instante 0. Observação 2) Taxa no regime simples."

Quem acha que consegue resolver este problema em um tempo médio de 3 minutos? Vocês querem tentar? Quem o fizer verá que há inúmeros detalhes envolvidos neste enunciado! Está muito longe de ser uma questão qualquer! 

E não importa - absolutamente não importa - se ela caiu numa prova do ano de 2016, ou do ano de 2015, ou do ano de 2010, ou do ano de 1500, quando Cabral chegou ao Brasil... Saber resolver esta questão acima implica saber resolver qualquer questão de Equivalência Simples de Capitais! Todas elas, de qualquer banca e de qualquer época!

Os nossos Cursos Básicos do Olá Amigos servem para isto: para formar em vocês, nossos alunos, uma base completamente sólida de conhecimento! 

"E os cursos avançados, professor?"

Estes servem para treinar a resolução de questões, muitas, em grande quantidade!  Neles, além das "clássicas", vocês encontrarão questões mais recentes, escolhidas com um mesmo e único critério, de serem "boas", ou seja, de terem algo a mais para nos ensinar!

Um aluno nosso, do Olá, me enviou uma mensagem há poucos dias, dizendo-me que o Alexandre Meirelles, autor de livros de orientação para concursos, acabou de renovar as suas "indicações" de material de estudo para a área fiscal. E disse que vários materiais foram trocados... mas que as minhas aulas do Olá Amigos permaneceram firmes na relação indicada por este orientador.

O Meirelles, que tem formação em exatas e mestrado em Estatística, certamente conhece bem esta realidade da qual estou tratando neste presente artigo! Ele sabe que os melhores ensinamentos da Matemática Financeira, da Estatística e do Raciocínio Lógico, as melhores questões e as explicações mais didáticas, são atemporais! Não se desatualizam! Não se perdem no tempo! Não mudam!

Nos dias que estamos vivendo, o que vejo é muita gente desanimada com as notícias da política e da economia nacional. A toda hora alguém me manda mensagem, falando em falta de motivação e coisas do gênero.  Ora, meus amigos, o momento atual é perfeito!

"Perfeito para quê, professor?"

Perfeito para alavancar os estudos e ganhar vantagem sobre a concorrência! Perfeito para dar um "up-grade" nos seu conhecimentos! Perfeito para mergulhar de cabeça naquelas matérias que vocês  ainda não dominaram! Perfeito para resolver questões, milhares delas, a fim de otimizar o seu aprendizado!

Ganhem tempo, meus amigos! Descruzem os braços! Trabalhem com seriedade, como se o edital já tivesse data marcada para ser divulgado! 

Estudem pelos meus Cursos Básicos do Olá Amigos, e conquistem um conhecimento definitivo!

Estamos juntos!

Um forte abraço a todos!

E fiquem com Deus!

Sérgio

olaamigos@gmail.com

Já conhece o Personal? Clique aqui, conheça o meu Projeto de Coaching para concursos e aproveite a Promoção de Outubro: adquira o Personal e ganhe 1 curso avançado (à escolha) + o Pacote Aluno Amigo (1 ano de acesso a todos os cursos básicos do Site)!