Questões de Pai!

Questões de Pai!

Olá, Amigos!

É com muito prazer que lhes escrevo hoje!

Ontem foi um dia muito especial, não é verdade?

Aproveitaram bastante com seus pais e filhos? Espero que sim!

Agora, voltemos aos estudos!

Esta sequência de questões é uma homenagem à luta dos nossos Amigos “pais concurseiros”:


1- FCC/2015 – DPE-SP – Oficial de Defensoria Pública

Metamorfose dois 

8 de agosto, dia dos pais 

quando lhe veio à lembrança 

que bicho é pai de bicho 

o pai de gregório samsa* 

juntou-se ao filho no lixo 

(PAES, José Paulo. Calendário perplexo. In: Poesia completa. São Paulo, Companhia das Letras, 2008, p. 270) 

*Gregor Samsa, protagonista de “A metamorfose”.

A mensagem do poema está reescrita corretamente em prosa, em um único período, em:

a) Quando se lembrou de que bicho é pai de bicho. O pai de Gregório Samsa juntou-se ao filho, no lixo.

b) Quando se lembrou que bicho é pai de bicho; o pai de Gregório Samsa, juntou-se ao filho no lixo.

c) Quando se lembrou de que bicho é pai de bicho; o pai de Gregório Samsa juntou-se, ao filho no lixo.

d) Quando se lembrou de que bicho é pai de bicho, o pai de Gregório Samsa juntou-se ao filho no lixo.

e) Quando se lembrou que bicho é pai de bicho, o pai de Gregório Samsa, juntou-se ao filho, no lixo.


2- CESGRANRIO/2011 – BNDES – Engenheiro (Adaptada)

Transpondo o período “Há pai que nunca viu o próprio filho” para o plural e substituindo haver por outro verbo ou locução verbal de sentido equivalente, o período que NÃO apresenta ERRO quanto à concordância verbal é:

a) Existem pais que nunca viram os próprios filhos.

b) Devem haver pais que nunca viram os próprios filhos.

c) Deve existir pais que nunca viram os próprios filhos. 

d) Hão de haver pais que nunca viram os próprios filhos. 

e) Há de existir pais que nunca viram os próprios filhos.


3- IADES/2013 – MPE-GO – Assistente Administrativo (Adaptada)

A propósito dos aspectos morfossintáticos de “É legal ter pai”, é correto afirmar que:

a) “É”, especificamente nesse caso, funciona como verbo transitivo direto.

b) o sujeito referente a “É” classifica-se como oculto ou desinencial.

c) o período é constituído por uma oração principal e uma oração sem sujeito. 

d) o predicado “ter pai” é verbo-nominal, pois indica, ao mesmo tempo, ideia de ação e estado. 

e) “ter pai” desempenha o papel de sujeito da oração anterior.


4- FUNCAB/2015 – CRC-RO – Contador (Adaptada)

Com relação ao período “Não contou também que estranhou o andar do Pai”, é correto afirmar que: 

a) O ANDAR é locução adverbial de lugar. 

b) a palavra QUE é uma conjunção integrante.

c) o termo O, antes de andar, é um pronome oblíquo. 

d) DO PAI é uma locução adverbial. 

e) TAMBÉM indica finalidade.


5- CESPE/2013 – STF – Técnico Judiciário (Adaptada)

No período “quando você fala da infância, é possível que associe a figura do seu pai com a figura do seu pai como é hoje”, o conectivo “que” inicia oração que complementa o sentido do adjetivo “possível”.

(  ) CERTO (     ) ERRADO


Resolução das questões no próximo artigo!


Ao meu amado pai, João Luiz:

PAI

Grafia perfeita em três letras

Som inconfundível em cada fonema

Infinitos bons sentimentos

Em uma palavra tão pequena


Por hoje é só, meus Amigos!

Bons estudos!

Até breve!

Abraços!

Elias Junior

jlmeliasjunior@gmail.com