The Psychology Behind Love and Romance

The Psychology Behind Love and Romance

Hello, Darlings! 

How are you doing? I hope You’re fine! Dizem que o “amor é lindo”! So, que tal lermos um agradável texto, amorosamente traduzido por mim, cheio de cognatos verdadeiros sobre ‘The Psychology Behind Love and Romance (A Psicologia atrás do Amor e Romance)’? Além de praticarmos o nosso English, ainda vamos nos deleitar com mais amor and good tips about love!

Ei-lo logo abaixo! Enjoy it!

Kisses and all the best!

Clésia Maia

Facebook: Clésia Maia

E-mail: clesiamaia@gmail.com


The Psychology Behind Love and Romance 

by South University

A Psicologia Atrás do Amor e do Romance

pela Universidade do Sul


We spend our lives craving it, searching for it, and talking about it. Its meaning is felt more than it is clearly expressed. It’s called the greatest virtue.

It’s love.

Nós passamos nossas vidas ansiando por ele, procurando por ele e falando sobre ele. Seu significado é sentido mais do que claramente expresso. É chamado de a maior virtude.

É o amor.


Love is fascinating and complex. Romantic love, in particular, seems to be a beautiful mystery we find hard to explain.

O amor é fascinante e complexo. O amor romântico, em particular, parece ser um belo mistério que achamos difícil de explicar.


Although poets and songwriters can put many of our romantic thoughts and feelings into words, love is so inexplicable we need the help of science to explain it. After all, psychologists have a lot to say about how and why people fall in love.

Embora poetas e compositores possam colocar muitos dos nossos pensamentos e sentimentos românticos em palavras, o amor é tão inexplicável que precisamos da ajuda da ciência para explicá-lo. Afinal, os psicólogos têm muito a dizer sobre como e porquê as pessoas se apaixonam.


This is Your Brain on Love

Este é o seu cérebro no amor


During romantic love there are many changes that both men and women experience. It seems rather inaccurate to say “falling in love” because experiencing love is more of a high that puts people on cloud nine.

Durante o amor romântico, há muitas mudanças que homens e mulheres experimentam. Parece bastante inadequado dizer "se apaixonar" porque experimentar o amor é tão mais elevado que coloca as pessoas em êxtase.


“The first step in the process of falling in love is the initial attraction,” says Elizabeth Kane, a South University adjunct faculty member who teaches clinical psychology and behavioral science. “It’s the powerful moment when we meet another person and feel energized and are immediately aware of our heart pounding.”

"O primeiro passo no processo de se apaixonar é a atração inicial", diz Elizabeth Kane, membro do corpo docente adjunto da Universidade do Sul que ensina psicologia clínica e ciência comportamental. "É o momento poderoso em que nos encontramos com outra pessoa e nos sentimos energizados e ficamos imediatamente conscientes de que o coração está batendo".


According to licensed psychologist Dr. Rachel Needle, specific chemical substances such as oxytocin, phenethylamine, and dopamine, have been found to play a role in human experiences and behaviors that are associated with love. They function similar to amphetamine, making us alert, excited, and wanting to bond.

De acordo com a psicóloga licenciada Dr. Rachel Needle, substâncias químicas específicas, tais como oxitocina, fenetilamina e dopamina, têm desempenhado um papel nas experiências e comportamentos humanos associados ao amor. Eles funcionam de forma semelhante à anfetamina, nos deixando alertas, entusiasmados e querendo se unir.


 “Falling in love is associated with increased energy, narrowing of mental focus, sometimes sweaty palms, light-headedness, racing heart, and a lot of positive feelings,” says Needle, an associate professor and coordinator of Clinical Experiences at South University, West Palm Beach.

"Apaixonar-se é associado a um aumento da energia, ao estreitamento do foco mental, às vezes palmas suadas, sensação de coragem e sentimentos positivos", diz Needle, professora associada e coordenadora de Experiências Clínicas da Universidade do Sul do Oeste Palm Beach.


In his book, The Brain in Love: 12 Lessons to Enhance Your Love Life, Dr. Daniel G. Amen says “that romantic love and infatuation are not so much of an emotion as they are motivational drives that are part of the brain's reward system.”

Em seu livro, O cérebro no Amor: 12 lições para melhorar sua vida amorosa, o Dr. Daniel G. Amen diz que "o amor e a paixão romântica não são tanto uma emoção quanto são motivações que fazem parte do sistema de recompensas do cérebro ".


Kane agrees, saying that the human brain supports falling in love, which is why we have such a strong physiological response when we are attracted to another. Once a romantic couple begins to spend time together, they are in a sort of love euphoria.

Kane concorda, dizendo que o cérebro humano apoia o apaixonar-se, e é por isso que temos uma resposta fisiológica tão forte quando somos atraídos por outro. Uma vez que um casal romântico começa a passar o tempo juntos, eles ficam em uma espécie de euforia amorosa.


“A person newly in love sees the world through the lens of love and most everything is tolerable and everything their partner does is delightful,” says Kane, who is also a marriage and family therapist.

"Uma pessoa recém-amada vê o mundo através da lente do amor e a maior parte de tudo é tolerável e tudo o que o seu parceiro faz é delicioso", diz Kane, que também é terapeuta de casamento e família.


According to the triangular theory of love developed by psychologist Robert Sternberg, the three components of love are intimacy, passion, and commitment. Intimacy encompasses feelings of attachment, closeness, connectedness, and bondedness. Passion encompasses drives connected to both limerance and sexual attraction. Commitment encompasses, in the short term, the decision to remain with another, and in the long term, the shared achievements and plans made with that other person.

De acordo com a teoria triangular do amor desenvolvida pelo psicólogo Robert Sternberg, os três componentes do amor são intimidade, paixão e compromisso. A intimidade engloba sentimentos de ligação, proximidade, conexão e bondade. A paixão engloba estímulos ligados tanto à fantasia quanto à atração sexual. O compromisso engloba, a curto prazo, a decisão de permanecer com outro e, a longo prazo, as realizações e os planos compartilhados com essa outra pessoa.


“Romantic love evolves when one feels a sense of interdependence, attachment, and that their psychological needs are being met,” Kane says. “Some researchers say oxytocin plays a part in the evolution of romantic love as it is released in the brain during orgasm, which contributes to the couple’s ability to bond with one another.”

"O amor romântico evolui quando se sente uma sensação de interdependência, apego e que suas necessidades psicológicas estão sendo atendidas", diz Kane. "Alguns pesquisadores dizem que a oxitocina desempenha um papel na evolução do amor romântico, pois é liberada no cérebro durante o orgasmo, o que contribui para a capacidade do casal de se unir.”


They Call Me Dr. Love

Eles me chamam de Dr. Love


Understanding the psychology behind falling in love can also help therapists treat people dealing with heartbreak.

Compreender a psicologia por trás de se apaixonar também pode ajudar os terapeutas a tratar as pessoas que lidam com o coração partido.


When a therapist understands the meaning that romantic love has in one’s life and the traumatic effects of the abrupt and sometimes unexpected end of a relationship, they can address their client’s ability to move on and strengthen their resiliency.

Quando um terapeuta entende o significado que o amor romântico tem na vida e os efeitos traumáticos do fim abrupto e às vezes inesperado de um relacionamento, eles podem abordar a capacidade de seus clientes de seguir adiante e fortalecer sua resiliência.


“Moving beyond the pain of a failed relationship requires a shift of focus back on one’s self and to their own unique ability to give and receive love,” Kane says. “When we understand how we fall in love, we can connect to the difficulties in moving forward after our heart has been broken. We can then connect again to the beauty of the experience and an optimistic understanding that if it has happened to us once that it can happen again to us.”

"Ir além da dor de um relacionamento fracassado requer uma mudança de foco de volta para si mesmo e para a sua própria capacidade única de dar e receber amor", diz Kane. "Quando entendemos como nos apaixonamos, podemos nos conectar com as dificuldades em avançar depois que nosso coração foi partido. Podemos então nos conectar novamente com a beleza da experiência e um entendimento otimista de que, se nos aconteceu uma vez que isso pode acontecer de novo para nós ".


Needle says therapists need to understand each individual and how they fell in love and what they currently experience in terms of heartbreak in order to best help them work through that difficult time.

Needle diz que os terapeutas precisam entender cada indivíduo e como eles se apaixonaram e o que eles experimentam atualmente em termos de mágoa para melhor ajudá-los a trabalhar nesse momento difícil.


“A therapist can be helpful in supporting clients in understanding and learning from the past,” Needle states. “Many people choose similar partners from relationship to relationship, but are unaware of it, as well as why these relationships continue to lead to disappointment and not last.”

"Um terapeuta pode ser útil para apoiar os clientes em compreender e aprender com o passado", afirma Needle. "Muitas pessoas escolhem parceiros similares de relacionamento em relacionamento, mas não sabem disso, bem como porque esses relacionamentos continuam a levar a decepções e não duram".


Keeping the Fire Burning

Manter o fogo aceso


Some of us may have committed ourselves to the fantastical notion that romance is just an act of spontaneous combustion. But, Needle says it’s time to ditch the myth.

Alguns de nós podem ter validado para si mesmo com a noção fantástica de que o romance é apenas um ato de combustão espontânea. Mas, Needle diz que é hora de abandonar o mito.


“Get rid of the myth that these things should just happen spontaneously and that there is something wrong with the relationship because you are not all over each other every minute, as when you began the relationship,” Needle says. “The truth is that you have to put in time and energy and make a conscious effort to sustain the relationship and the passion.”

"Livrar-se do mito de que essas coisas devem acontecer espontaneamente e que há algo de errado com o relacionamento, porque você não se supera todos os minutos, como quando você começou o relacionamento", diz Needle. "A verdade é que você precisa colocar tempo e energia e fazer um esforço consciente para sustentar o relacionamento e a paixão".


Healthy relationships require regular communication, she adds.

Relacionamentos saudáveis requerem uma comunicação regular, ela acrescenta.


“Basic communication with your partner on a daily basis is important to continue connecting on an emotional level,” Needle says. “Also, remind yourself why you fell in love with this person.”

"A comunicação básica com o seu parceiro em uma base diária é importante para continuar se conectando em um nível emocional", diz Needle. "Além disso, lembre-se porque você se apaixonou por essa pessoa".


Predictability can also dampen desires, so couples should strive to keep a sense of adventure and surprise alive in their relationships.

A previsibilidade também pode atenuar os desejos, então os casais devem se esforçar para manter uma sensação de aventura e surpresa viva em seus relacionamentos.


“Break the predictable pattern every so often,” Needle advises.

"Quebre o padrão previsível de vez em quando", aconselha a Needle.


People can let their partners know how much they love them by the little things they do every day.

As pessoas podem deixar seus parceiros saber o quanto eles os amam pelas pequenas coisas que fazem todos os dias.


“To be romantic is to make a choice to wake up each day and ask yourself what you can do today to let your lover know they are adored,” Kane says. “Have fun in your romance and remember that the more effort you put into your romantic relationship, the more love you will receive in return. Be the partner that you seek and live a life filled with passion and romance.”

"Ser romântico é fazer uma escolha de acordar todos os dias e perguntar-se o que você pode fazer hoje para deixar seu amante saber que eles são adorados", diz Kane. "Divirta-se no seu romance e lembre-se de que quanto mais esforço você colocar em seu relacionamento romântico, mais amor você receberá em troca. Seja o parceiro que você procura e viva uma vida cheia de paixão e romance ".


Fonte: https://www.southuniversity.edu/whoweare/newsroom/blog/the-psychology-behind-love-and-romance-70700