Vinte Anos Depois!

Vinte Anos Depois!

Olá, Amigos!

Tudo bem?

É sempre uma alegria escrever-lhes!

Neste mês de agosto, completam-se vinte anos que ingressei na Receita Federal.

Foi lá nos idos de 1998, ainda com 25 anos de idade, que cumpri meu primeiro expediente nesta Casa! 

Lembro-me nitidamente da emoção que senti naquele dia. O coração pulava de contentamento e expectativa! Posso afirmar que ali, naquele momento, estava vivendo a realização de um sonho.

Nestas duas décadas que se passaram, minha vida se transformou amplamente. Casei-me. Larguei as aulas de Física para vestibular e optei por me tornar um "professor de concurso". Virei escritor. Virei pai. Virei conselheiro e incentivador de muitos. 

E é nesta condição que venho lhes trazer minha mensagem de incentivo e encorajamento: acreditem no seu sonho! Não tenham medo de lutar por ele. Não tenham medo de cair ou de fraquejar, uma vez ou outra. Tudo isso é parte do processo de crescimento pelo qual passamos. Não tenham medo de chorar quando for preciso. Não tenham medo de se reerguer e de seguir lutando.

Eu, pessoalmente, vivi absolutamente tudo isto: sonhei, acreditei, lutei, caí, fraquejei, chorei, e me reergui inúmeras vezes. 

Ao final, fiz mais de trinta concursos em minha jornada de concurseiro. Tive bem mais reprovações que sucessos. Mas cá estou, contando a história e comemorando vinte anos de exercício profissional na instituição que eu próprio escolhi para trabalhar. 

Concursos são, digamos, sazonais. Editais vêm e vão, como ondas, à espera daqueles que estão preparados para enfrentá-los. É mais ou menos assim que funciona! A decisão de ser aprovado em concurso precisa vir acompanhada de uma vontade ferrenha e muita determinação, atributos cada dia mais raros em nosso meio. 

A despeito da imagem depreciada que muitos têm acerca do servidor público, nossa missão é nobre! E foi exatamente no Serviço Público que tive a oportunidade de conhecer pessoas brilhantes e dedicadas, e de conviver com elas. Verdadeiros exemplos para mim! 

Não tenho vergonha nenhuma de me identificar como servidor. Pelo contrário: orgulho-me disso, pois sei o quanto é relevante o nosso papel e o quanto nos esforçamos para bem desempenhá-lo. 

Hoje, olho para trás e vejo como sou feliz. A cada dia, Deus toma a minha mão e guia os meus passos. A cada dia, descubro um pouco mais sobre quem sou e sobre a minha missão nesta vida. Estou sempre aprendendo algo novo. Sempre. A Vida me apresenta, constantemente, novas maneiras de ser útil às pessoas com quem convivo. (Em breve, conversarei com vocês sobre o Reiki, e sobre o que esta técnica maravilhosa pode fazer por um concurseiro!).

Por agora, deixo a todos o meu abraço amigo! 

Fiquem de olho nas notícias, pois há uma grande onda de bons editais se aproximando! 

E o Olá Amigos está a postos para ajudá-los da melhor maneira!

Estamos juntos!

Um forte abraço a todos!

E fiquem com Deus!

Sérgio

olaamigos@gmail.com