Aumenta expectativa pelo concurso da PF

Aumenta expectativa pelo concurso da PF

Com o Ministério do Planejamento tendo informado que a suspensão dos concursos públicos no Poder Executivo federal não abrange a Polícia Federal (PF), cresce a expectativa pela tramitação da demanda apresentada pela corporação visando ao preenchimento de 558 vagas de delegado e perito, cargos de nível superior, com remuneração inicial de R$17.288,85, incluindo o auxílio-alimentação, de R$458. A supressão do concurso da PF 2016 da política de restrição a concursos se deve à autonomia conquistada pelo órgão, por meio do Decreto nº 8.326 de 2014, para abrir seleções para cargos da área policial. Sendo assim, o que está em análise no Planejamento é uma consulta sobre a existência de previsão orçamentária para o provimento das vagas a serem oferecidas.

O processo que trata da demanda, protocolado no início do ano, chegou a ser devolvido ao Ministério da Justiça no fim de maio, para reavaliação do novo titular da pasta, o ministro Alexandre de Moraes. Porém, poucos dias depois o processo voltou a tramitar no Planejamento e desde o dia 9 do mês passado encontra-se em uma coordenação do Departamento de Carreiras, Concursos e Desenvolvimento de Pessoas (DECDP) da Secretaria de Gestão de Pessoas e Relações do Trabalho no Serviço Público (SEGRT).Alertando que as cerca de 500 vagas ociosas no cargo de delegado equivalem a cerca de 30% do efetivo total, a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) trabalha para viabilizar o concurso, tendo como base a promessa do governo Temer de valorizar a PF.