Caixa nega contratação sem concursos

Caixa nega contratação sem concursos

Logo depois de ser divulgado que a Caixa Econômica Federal (CEF) alterou uma normativa interna que permite a contratação de bancários temporários, o presidente da instituição, Gilberto Occhi, divulgou que não há a intenção de contratar técnicos bancários sem concursos públicos.

>> COACHING PARA CONCURSOS COM O PROF. SÉRGIO CARVALHO! ORGANIZE OS SEUS ESTUDOS: planejamento, técnicas de estudo, indicação de materiais, aspectos motivacionais e vários outros fatores! Clique aqui e conheça os Projetos de Coaching do Prof. Sérgio: acompanhamento individual e totalmente personalizado! Prepare-se com quem entende do assunto!

Após participar da cerimônia de assinatura da distribuição de parte dos lucros do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço aos trabalhadores, Occhi disse que “essa mudança na regulamentação foi muito mais para adequar a legislação aprovada às regras da Caixa. Não significa dizer que temos intenção. Momentaneamente, não há intenção da Caixa de fazer nenhuma contratação terceirizada para algum tipo de posto de trabalho dentro do banco".

Vale lembrar que, na última semana, a Caixa tomou uma medida que abriria espaço para a admissão de terceirizados ao invés dos concursados. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, ela foi adequada com a lei 13.429/2017, que trata sobre a contratação de terceirizados.

>> PACOTE BÁSICO P/ CONCURSOS! Clique aqui e conheça! Português, Informática, Raciocínio Lógico, Matemática e vários outros cursos! BÔNUS: palestras do Prof. Sérgio Carvalho (motivação e técnicas de estudo) e Coaching Em Videoaulas!

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT) divulgou nota em que repudia a ação. “Vamos continuar exigindo que sejam convocados para assumir os cargos os aprovados no último concurso realizado pela Caixa”, comentou o presidente Roberto von der Osten. A confederação discutirá este assunto em reuniões a serem realizadas ainda este mês. Ela reprova tal medida e a classifica como um desmonte para a estatal.