A Criatividade CESPE no Raciocínio Lógico!

A Criatividade CESPE no Raciocínio Lógico!

Olá, Amigos!

Tudo bem com vocês?

Eu sempre costumo dizer a meus alunos que, após fazer o Curso Regular de Raciocínio Lógico comigo, aqui no Olá, se vocês vão enfrentar alguma prova do CESPE no futuro, convém muitíssimo então, na sequência, estudar comigo também no curso Raciocínio Lógico CESPE, direcionado para esta banca.

"E por que isto, professor? A matéria  não é a mesma?"

Sim, a teoria é uma só. No entanto, a banca CESPE usa de muita criatividade, e está sempre criando algo novo, alguma nova maneira de exigir os conhecimentos teóricos.

Querem uma demonstração do que estou dizendo? Vejam essa questão que caiu no ano de 2018, na prova de Papiloscopista da Polícia Federal:

P: “A nomeação do novo servidor público ocorre para reposição de vacância em área essencial, ou o candidato aprovado não será nomeado”.

Questão 52)  A proposição P é logicamente equivalente à proposição: “Não é verdade que o candidato aprovado será nomeado, a não ser que a nomeação do novo servidor público ocorra para reposição de vacância em área essencial”.

(   ) CERTO

(   ) ERRADO

E aí, o que vocês marcariam?

Esse "formato" usado acima é novidade. Temos que raciocinar com calma, para fazer a tradução correta da proposição composta apresentada.

Uma primeira observação importante: via de regra, quando a frase começa com a expressão "Não é verdade que", costuma-se negar tudo o que é apresentado a seguir.

Por exemplo, se tivermos a frase: "Não é verdade que Pedro é médico e Maria é dentista", o que faremos é a aplicação da negação lógica da conjunção (conectivo E) e ficaremos assim:

~(Pedro é médico E Maria é dentista) = Pedro NÃO é médico OU Maria NÃO é dentista.

Até aí, tudo bem! Mas nessa questão que apresentei acima, a estrutura apresentada veio assim:

"Não é verdade que X, a não ser que Y"

Neste caso, o NÃO É VERDADE que veio antes do X só servirá mesmo para negar o X, e não toda a proposição composta!

"E por que isso, professor?"

Por causa da expressão que se seguiu à vírgula: "A NÃO SER QUE..."

Daí, usando esse primeiro entendimento, teremos que:

"Não é verdade que X, a não ser que Y" será o mesmo que "NÃO X, A NÃO SER QUE Y".

No segundo momento, teremos que transformar esse formato "Não X, a não ser que Y"  para uma daquelas 5 estruturas lógicas que conhecemos do Raciocínio Lógico (conjunção, ou disjunção, ou disjunção exclusiva, ou condicional, ou bicondicional).

E aí que vem a arte do CESPE, de sempre encontrar um modo novo de apresentar uma estrutura CONDICIONAL. 

Teremos, portanto, que: 

"Não X, a não ser que Y"  será o mesmo que "Se NÃO Y, então NÃO X".

Vamos para alguns exemplos, a fim de vocês fixarem este entendimento:

Exemplo 1)  "José não ficará rico, a não ser que trabalhe duro" será o mesmo que "Se José NÃO trabalhar duro, então José NÃO ficará rico".

Exemplo 2) "O concurseiro não passará no concurso, a não ser que estude bastante" será o mesmo que "Se NÃO estudar bastante, então o concurseiro NÃO passará no concurso".

Compreendido?

Agora, vamos tomar a frase apresentada no enunciado da questão da prova do Papiloscopista da PF:

“Não é verdade que o candidato aprovado será nomeado, a não ser que a nomeação do novo servidor público ocorra para reposição de vacância em área essencial”

Seguindo o passo a passo do raciocínio que desenvolvemos acima, diremos que esta proposição será lida como:

“O candidato aprovado NÃO será nomeado, a não ser que a nomeação do novo servidor público ocorra para reposição de vacância em área essencial”

E agora vamos transformar a frase acima para o formato da estrutura condicional, usando aquela nossa conclusão: 

"Não X, a não ser que Y" será o mesmo que "Se NÃO Y, então NÃO X".

Daí, teremos:

"Se a nomeação do novo servidor NÃO ocorrer para reposição de vacância em área essencial, então o candidato NÃO será nomeado".

Feito tudo isso, agora a questão quer que você use a regra de Equivalência Lógica, que transforma a CONDICIONAL em uma DISJUNÇÃO, qual seja:

Se P, então Q = ~P ou Q

Assim, aplicando a regra acima, teremos:

"A nomeação do novo servidor ocorre para reposição de vacância em área essencial OU o candidato NÃO será nomeado".

E é justamente esse o resultado que o enunciado da questão revelou, de sorte, meus amigos e minhas amigas, que marcaremos CERTO para esta questão!

Que beleza, hein?

Não tenho dúvidas de que questões semelhantes a esta irão aparecer novamente, muito em breve, nas provas futuras da banca CESPE.

Fica então esta aula para vocês, Ok? 

Revisem com carinho! Criem novos exemplos, e apliquem várias vezes o que aprenderam aqui com este artigo! Isso vai ajudar mais ainda a fixar melhor!

Não custa lembrar que o melhor, mais completo e mais didático curso de Raciocínio Lógico CESPE vocês encontram somente aqui, comigo, no Olá Amigos!

Uma boa dica para este momento é que vocês aproveitem a promoção Dobradinha de Natal, que está em andamento aqui em nossa Casa, até o último dia deste mês de dezembro!

Movam-se, meus queridos amigos e amigas! Aproveitem, pois oportunidades assim não aparecem todo dia!

Estamos juntos!

Um forte abraço a todos!

E fiquem com Deus!

Prof. Sérgio Carvalho

olaamigos@gmail.com

Cliquem aqui e conheçam o meu Curso de Raciocínio Lógico CESPE! Videoaulas e material escrito com foco total na banca!