A Prova do Meio!

A Prova do Meio!

Olá, Amigos!

Espero que estejam bem!

Vocês já repararam que o mundo dos concursos é cheio de mitos e controvérsias?

Há tantos "especialistas" criando mil teorias novas a toda hora, que acabam confundindo a cabeça de quem está na jornada.

Hoje, vejo claramente que houve um propósito maior em eu ter sido concurseiro ao longo de sete anos: posso dizer que experimentei um pouco de tudo o que este caminho pode proporcionar!

Assim, de minha parte, não falo do que ouvi dizer, mas apenas do que vivi.

E o que venho lhes contar hoje foi algo que me aconteceu, alguns meses antes de eu ser aprovado no concurso do Fiscal da Receita.

Um ano antes, em 2001, eu havia ficado de fora das vagas da Receita por um único ponto na prova. A tal questão que me deixou de fora foi de uma matéria chamada "Relações Econômicas Internacionais". 

Puxa...! Vocês não conseguem imaginar o quanto fiquei chateado com isso. Na verdade, foi uma mistura de frustração e raiva. Eu já estava em condição de ser aprovado. O que houve foi uma mera infelicidade. 

Mas não tinha jeito. Eu sabia que teria que recomeçar os estudos, e com força total. 

Porém, caí justamente em um mito terrível - e bastante frequente entre os concurseiros: eu achei que já estava muito bem em algumas matérias, e que não precisaria me dedicar a elas.

"Isso é um mito, professor?"

Sim, meus amigos e minhas amigas, um mito dos mais enganosos que podem existir!

A verdade é que, após uma reprovação, temos que mergulhar de cabeça em todas as matérias do próximo concurso!

"Até naquelas em que eu já estou muito bem, professor?"

Nestas, vocês terão - necessariamente - que fazer um trabalho reforçado de revisão e manutenção do que já aprenderam! 

Agora, por gentileza, ouçam o final da minha história, e vejam como tive muita sorte de descobrir o tal mito a tempo de corrigir-me!

Depois da prova de 2001, eu achei por bem julgar que já sabia tudo de Direito Tributário. Era uma das minhas matérias favoritas, e caí na ilusão de que não precisaria mais "perder tempo" estudando-a.

Cometi o erro de subestimar o poder do esquecimento! 

Por mais que alguém tenha um bom domínio de uma disciplina, se passar alguns meses sem ao menos revisá-la, muitos detalhes e informações importantes vão se perder. E foi justamente isso o que me aconteceu.

Porém, para minha felicidade, entre uma prova e outra que fiz para o Fiscal da Receita - a de 2001 (em que fiquei de fora por um ponto) e a de 2002 (em que fui aprovado) - houve um concurso de fisco estadual do qual eu também participei.

O que me salvou foi esta prova do meio!

Adivinhem como me saí em Direito Tributário neste concurso? Foi um verdadeiro desastre! 

Quando conferi o gabarito, foi como se um raio houvesse caído na minha cabeça! Só então me dei conta de que havia negligenciado o fato de que as revisões são imprescindíveis para todas as matérias, independentemente de o quanto você já as tenha estudado no passado!

Graças a Deus, houve ainda tempo suficiente para que eu retomasse as revisões que havia abandonado. 

O resultado foi que consegui recuperar meus conhecimentos, voltei à velha forma, e tive notas belíssimas na prova da Receita em 2002, alcançando a minha aprovação! 

Não diziam os antigos que "há males que vêm para o bem"? Pois foi mais ou menos isso que me aconteceu.

A prova do meio foi o sinal de alerta de que eu estava precisando! 

Mas vocês, meus amigos e minhas amigas, não têm que passar pelo mesmo que eu passei. Já podem evitar um resultado negativo, se dedicarem parte do seu tempo às revisões e à manutenção dos conhecimentos já conquistados, mesmo nas suas matérias prediletas! Ok?

Para mim, creiam-me, é uma alegria usar minha experiência de vida para ajudá-los!

Espero que reflitam sobre estas minhas palavras! E que saibam aproveitá-las!

Estamos juntos!

Um forte abraço a todos!

E fiquem com Deus!

Prof. Sérgio Carvalho

olaamigos@gmail.com

>> Tem dificuldade em Raciocínio Lógico e Matemática? Então conheça o Pacote Sérgio Carvalho: Raciocínio Lógico, Matemática, Estatística e Matemática Financeira com teoria completa partindo do zero! Clique aqui e conheça a assinatura ilimitada!