Desalentados? Jamais!

Desalentados? Jamais!

Olá, Amigos!

Espero que estejam bem!

Um dia desses ouvi uma notícia na TV, informando o número atual de trabalhadores "desalentados" no Brasil. 

Confesso que não conhecia este termo, ou pelo menos não me recordava dele.

Desalentados! Aqueles que perderam o alento, o ânimo, as forças, a coragem, o vigor... 

No linguajar econômico, desalentados são aquelas pessoas que não apenas estão desempregadas, mas que desistiram de procurar emprego.

Uma situação muito triste, não acham? É quase o retrato da desesperança!

Infelizmente, de algum tempo para cá, tenho visto muitos concurseiros praticamente nesta mesma condição. Sem alento para nada! É como se fossem tomados de um completo desânimo, de uma falta de energia que os tem paralisado em relação não somente aos estudos, mas também às suas próprias esperanças de serem aprovados em um bom concurso!

Vocês se lembram do formato de uma "onda senoidal"? Joguem no google para ver. É como uma curva contínua que está sempre subindo e descendo, subindo e descendo... repetindo, por assim dizer,  as circunstâncias da nossa própria vida: às vezes, favoráveis; outras, nem tanto.

Mas o fato é que às descidas da curva, seguem-se invariavelmente as suas elevações!

Os concursos públicos são uma das grandes conquistas da Constituição Federal de 1988. Não creio jamais que a sociedade brasileira aceitará que o ingresso no serviço público volte a se fazer como muito antigamente, por meio de indicações políticas ou coisa que o valha. Seria um retrocesso de décadas, além de algo absolutamente ignóbil.

Assim, visto que concursos são (e continuarão sendo) a única porta constitucional de acesso aos cargos públicos efetivos, só nos resta concluir que eles não cessarão! Sabendo disso, meus amigos e minhas amigas, não há no mundo uma razão sequer para que nos tornemos concurseiros desalentados! 

Muito pelo contrário! O momento presente exige que redobremos as nossas forças! Se o concurso que vocês almejam não está na iminência de ocorrer, então agradeçam a Deus por esta oportunidade de se aprofundarem, ainda mais, nos seus conhecimentos, a fim de que as vagas não lhes escapem das mãos no próximo certame!

O meu convite a cada um de vocês, com a voz da experiência de quem estudou ininterruptamente por sete anos até conseguir realizar o sonho de ser um auditor-fiscal, é que vocês expulsem, para bem longe de si, qualquer resquício de desalento! 

Ergam a cabeça e permitam que a vossa fé seja renovada! 

Dizia Albert Camus, prêmio Nobel de Literatura em 1957, que "a vida é a soma de todas as suas escolhas". Acreditar que os esforços de hoje são a semente do sucesso que está por vir é uma escolha que todos nós podemos fazer!

Que tal agora?

Estamos juntos!

Um forte abraço a todos!

E fiquem com Deus!

Prof. Sérgio Carvalho

olaamigos@gmail.com

(Dedico este artigo a todos os meus alunos e alunas, pessoas extraordinárias, que têm muito mais força interior do que imaginam ter).