Eles Não Viram a Lebre!

Eles Não Viram a Lebre!

Olá, Amigos!

Espero que estejam bem!

Vivemos tempos agitados. A vida transcorre numa velocidade alucinante! 

Chega o mês de dezembro, e mal acreditamos que mais um ano se passou! 

Olhamos para trás, tentando colocar nos dois pratos de uma balança aquilo que vivemos: o que foi bom, e o que não deu muito certo...

O problema é que temos uma habilidade incrível em valorizar o negativo!

E somos míopes - quase cegos - quando se trata de perceber o quanto crescemos e nos aperfeiçoamos em vários aspectos nos últimos meses!

É difícil enxergar o próprio crescimento. Nem as pessoas mais próximas conseguem fazer isso com facilidade.

E quando se trata de nós, concurseiros, a situação se agrava. 

Por que, professor?

Porque o concurseiro vive de resultados! Enquanto não chega a aprovação, é como se ele não tivesse conseguido nada!

Às vezes, as pessoas mais próximas a nós, pessoas de casa, dizem assim: "Mais um ano se passou, e você só aí, perdendo tempo..."

Ou então assim: "Está vendo seus amigos todos trabalhando? Todo mundo tentando ganhar a vida... e você só aí, nessa bobagem de concurso..."

Eu sei bem como é isso, acreditem! 

Cabe a cada um de nós nos mantermos firmes no nosso objetivo! 

Quem realmente sabe o que quer não há de desistir tão facilmente assim do seu sonho! 

Não podemos julgar nossos familiares. Certamente, o que eles querem é o nosso bem, e que sejamos felizes e realizados.

Eles apenas não compreendem direito. Eles não viram a lebre!

Que lebre, professor?

Num dos meus livros, contei a história do cachorro que viu a lebre no campo, e passou a persegui-la freneticamente. Outros cachorros que estavam por perto viram-no correndo e latindo feito um louco, e simplesmente passaram a fazer o mesmo, apesar de não saberem direito por que estavam agindo assim. Aos poucos, todos esses últimos cachorros foram parando de correr e se acomodando. Exceto o primeiro cão: aquele que avistou a lebre! Esse jamais iria desistir, pois era o único que tinha um verdadeiro propósito!

Todos vocês têm um propósito! 

E é exatamente isto o que faz a diferença!

É exatamente isto que nos fará perceber que hoje, com mais um ano de estudos e de muito aprendizado, não somos os mesmos que éramos doze meses atrás! 

Crescemos! Evoluímos! Avançamos muitas e muitas posições na tal fila da aprovação!

Estamos chegando perto - cada vez mais perto! - da nossa conquista.

O que as pessoas de fora não percebem é que a aprovação é, por assim dizer, o último ato de uma necessária (e longa) caminhada.  

É preciso trilhar este caminho! É preciso pagar o preço do esforço!

Nestes últimos dias do ano, temos uma oportunidade singular, de ter por nós próprios um gesto sincero de autoestima! 

Podemos olhar no espelho, profundamente, e nos orgulharmos por sermos tão corajosos! De termos toda essa garra, toda essa determinação!

Podemos encher novamente nosso coração de uma profunda esperança. Não de uma esperança vazia, mas autêntica!

Uma esperança construída na percepção de que estamos lutando para vencer!

E de que a vitória chegará! E agora está mais perto do que longe! 

Meus amigos e minhas amigas, que tal fazer isto?

Aqui no Olá, criei um treinamento motivacional de 21 dias, chamado MPV - Motivação Para Vencer (clique aqui para conhecer)!

São três semanas em que vocês ficarão em minha companhia, com dois vídeos diários: o da manhã e o da noite. 

E esses 42 vídeos - os quais eu chamo de "42 comprimidos motivacionais" - já ajudaram a mudar para melhor a vida de muita gente! 

Para quem se encontra em estado de desânimo e desesperança, e com dificuldades de reagir sozinho, fica aqui o meu convite: deem o MPV a si mesmos, como um presente natalino. Custa muito pouco. Mas vai ajudar imensamente! E vocês já vão começar o ano novo numa condição emocional muito melhor!

O MPV também está fazendo parte da Promoção Dobradinha de Natal (clique aqui), que está em vigor no Olá Amigos durante este mês de dezembro!

Um provérbio japonês diz assim: "Caia sete vezes; levante-se oito!"

Às vezes, a vida nos faz cair. Levantar-se, porém, é uma decisão pessoal. 

Vamos sair dessa inércia toda? Que tal?

Estamos juntos!

Um forte abraço a todos!

E fiquem com Deus!

Prof. Sérgio Carvalho

olaamigos@gmail.com