PF e PRF: diretor acredita em autorizações simultâneas

PF e PRF: diretor acredita em autorizações simultâneas

Com a confirmação do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, de um novo edital para 2.000 vagas na Polícia Federal, cresce a expectativa pela realização do aguardado concurso PRF (Polícia Rodoviária Federal) . Dentro deste contexto, o diretor-executivo da corporação, José Lopes Hott Júnior, em resposta a candidatos em rede social, disse que acredita que as duas seleções deverão ser autorizadas simultaneamente. "Não há uma corrida para saber quem chega primeiro", disse ele, afirmando que as duas seleções devem ter aval ao mesmo tempo. "PF e PRF fortes", reforçou. Novas informações devem ser confirmadas em breve. 

>> Tem dificuldade em Raciocínio Lógico e Matemática? Então conheça o Pacote Sérgio Carvalho: Raciocínio Lógico, Matemática, Estatística e Matemática Financeira com teoria completa partindo do zero! Clique aqui e conheça a assinatura ilimitada!

Em 25 de julho, já havia afirmado que todos os procedimentos para o novo edital devem ocorrer até meados de 2021, para que, como anunciado recentemente pelo presidente Jair Bolsonaro, o curso de formação possa ter início no começo de 2022.

A intenção é de que o novo concurso seja para o preenchimento de 2.772 vagas, sendo 2.634 para o cargo de policial rodoviário e 138 para a carreira de agente administrativo. A confirmação depende apenas de um aval por parte do Ministério da Economia.

Para ingressar na carreira policial rodoviário é necessário possuir nível superior em qualquer área de formação, além de carteira de habilitação a partir da categoria “B”. A remuneração inicial do cargo é de R$ 10.357,88, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458,00. 

A corporação conta com uma defasagem de aproximadamente 3 mil servidores, podendo chegar a 5 mil em 2022.

CONCURSO POLÍCIA FEDERAL

Após o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, ter anunciado, na última sexta-feira, 31 de julho, que o aguardado concurso PF (Polícia Federal) já está em elaboração e deve contar com uma oferta de 2.000 vagas, a seleção agora foi reforçada pelo próprio presidente Jair Bolsonaro. Por meio de publicação em suas redes sociais, no último domingo, 2 de agosto, Bolsonaro divulgou medidas para combate à corrupção e, para isto, cita a realização do novo certame.

>> Estude Estatística e Raciocínio Lógico para o concurso da Polícia Federal com o Prof. Sérgio Carvalho! Curso com foco total na banca Cespe (Cebraspe) e abrangendo todo o edital! Clique aqui e conheça o combo com as duas matérias!

A expectativa é de que a seleção seja para o preenchimento de vagas para quem possui ensino médio e nível superior, com remunerações iniciais que variam de R$ 4.746,16 a R$ 7.841,95, com jornada de trabalho de 40 horas semanais

A distribuição das 1508 vagas inicialmente solicitadas por cargos é a seguinte: agente de polícia (540), escrivão (300), delegado (100), agente administrativo (349), papiloscopista (61), administrador (21), arquivista (8), assistente social (10), bibliotecário (1), contador (9), economista (3), enfermeira (3), engenheiro (1), estatístico (4), farmacêutico (1), médico (65), nutricionista (1), odontólogo (11), psicólogo (5), técnico em assuntos educacionais (13) e técnico em comunicação social (3).